Eu sempre hei de comemorar sozinha a minha alegria
Toda felicidade do mundo dentro de mim e do meu quarto
Meu sorriso pequeno fazendo conjunto aos meus olhos esbugalhados
São apenas para alegrar ao Senhor
Eu sei, fora uma escolha minha
Minha solidão contente
Isso apenas me basta.
E não trocaria por nenhuma multidão barulhenta
Um olhar individual, na tentativa de sentir o sentimento de outrem
Transformando em mim, pontos positivos
Transformando ali, em fotos ou poesia.
Por toda minha vida ser fiel a solidão até a morte.
Até quando não restar nada de mim.
Serei pó e poesia.
Renascendo cada vez que uma linha escrita por mim for lida.
Sendo imortal.
Comemorando minha eterna vida.
Sozinha e poética.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog