Quando teus amigos não te enxergam
Quando você pede socorro
E é atacado a pedradas
A bondade é suplicada
Esqueceram de como serem agradáveis
E você sente falta disso
Sente falta dos abraços
Passa a acreditar que bons amigos
Amigos bons
Só na casa do vizinho.
Ser bom implica em não querer recompensa
Mas estranho e me entristeço
Em ver que o abraço é pago e sem valor
Perdi tempo cultivando sentimentos errados?
O que fazer quando teus amores te abandonam?
Te machucam?
Eu já não sei, porém a esperança não me deixa desistir
Um sorriso me basta
Mas não é carência, é amor
Amor não recíproco por sinal.
Tão individualistas que só pensam na forma de como satisfazer os próprios desejos
Fui esquecida e não esqueci do que devia.
Fui trocada, e são tão covardes que não admitem.
Tô tentando
A esperança não me deixa desistir
Mas estranho e me entristeço
Por ver a bondade sendo suplicada.
Ser esquecida por quem ama.
Gritar socorro em vão.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog