Desordem

Não teve como fugir
O final chegou.
Quem poderá mudar?
Aquele sorriso
Último toque.
Quem me trará a paz de volta?
Sempre gostei do impossível
Mas nunca fui boa com despedidas
E eu sabia desse defeito.
Foi por conta e risco...
E agora?
Quem me trará a paz?
Quem será meu novo mestre?
Já sinto saudades.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog